Maternidade

Avós e netos: quais os impactos dessa relação na educação dos filhos?

Escrito por Mammybelt

Uma das coisas mais apaixonantes da chegada dos filhos é observar como a relação de avós e netos é de puro e intenso amor. Muitos deles dizem que isso é porque agora podem aproveitar a infância de uma criança sem o compromisso de educar, mas será que isso é verdade mesmo?

Os avós são verdadeiros parceiros na educação dos filhos, pois, além da relação afetuosa, são sábios e experientes na jornada de acompanhar o desenvolvimento de uma criança.

E, por mais que digam não saber dizer “não” e nem querer “chamar atenção” dos pequenos, é fato que eles compartilham importantes lições para seus netos, até alguns estudos e pesquisas confirmam isso. Quer saber mais? Leia neste post que vamos te contar.

Ingredientes de sucesso da relação entre avós e netos

Poderíamos dizer que é amor, mas vai além disso. Sabemos que alguns avós assumem a responsabilidade da educação e ajudam diretamente na criação e cuidados dos netos, quando os pais trabalham fora e precisam do suporte deles no dia a dia. Os avós também podem estar presentes de forma efetiva na ausência de um dos pais, temporária ou definitiva, por ex..

Em outros casos, são apenas uma “ajuda” ou companhia do final de semana, o que torna esse encontro algo especial e afetuoso. E, adivinhe só? Para os dois lados.

As crianças estabelecem uma relação de confiança, amizade e enxergam seus avós como parceiros da bagunça, na qual tudo é permitido, e eles podem se esbaldar. Essa abertura, no entanto, é muito rica para que os avós consigam a atenção dos netos para lições de vida, como respeitar os mais velhos, entender seus valores, etc.

Do lado deles, ter essa presença inocente e curiosa é revigorante, traz novos significados para a vida, que muitos nessa idade enxergam estar no fim. Ou seja, todos ganham nessa relação.

Porém, alguns pontos merecem reflexão:

  • o vigor dos avós não é mais o mesmo, por isso a ajuda deles deve ser compatível com suas capacidades e desejos;
  • as diferenças culturais e religiosas entre os pais e os avós também podem causar conflitos, e o ideal é buscar o diálogo sempre em busca da harmonia da família;
  • as questões financeiras também devem ser ponderadas, considerando que os avós podem ter recursos limitados ou comprometidos para os cuidados com a saúde.

Ensinamentos e aprendizados do vínculo entre avós e netos

Durante muito tempo, a transmissão do conhecimento era essencialmente do mais velho para o mais novo. É claro que nos dias atuais esse movimento foi amplamente modificado, mas na relação entre familiares, muito ainda é transmitido dessa maneira.

Por isso, os avós podem trazer importantes ensinamentos, como:

  • história de sua família;
  • criatividade em brincadeiras tradicionais, além do uso de tecnologias;
  • ajuda ao próximo;
  • contato com a natureza e ferramentas manuais;
  • empatia;
  • espiritualidade;
  • questões morais e éticas;

O que a ciência diz sobre a relação entre avós e netos

Por incrível que pareça, existem muitas pesquisas e teorias relacionadas ao vínculo entre netos e seus avós. Uma delas, inclusive, diz que essa relação garantiu a renovação e o crescimento da espécie humana.

Segundo a hipótese publicada na revista científica Current Biology, a possibilidade de ter os avós envolvidos no apoio à criação dos bebês fez com que muitos adultos decidissem ter filhos. Na pesquisa, mulheres que viviam longe de suas mães tinham 1.75 menos crianças do que aquelas que moravam perto das avós de seus bebês.

Já no caso da conclusão da pesquisa Solidarity in the Grandparent, conduzida pela Oxford Academy, a relação de afinidade entre avós e netos reduz os sintomas de depressão para os dois, mas também pode trazer estresse se for excessivamente frequente.

Além disso, também mostrou que os avós que recebiam suporte de seus filhos e netos, mas não retribuíam da mesma forma, se sentiam tristes e depressivos. Dessa forma, é preciso ter um equilíbrio saudável para essa relação.

A partir do que compartilhamos, nota-se quão benéfica é essa relação, mas não aconselhamos delegar a educação e deixar que tudo se resolva na relação entre avós e netos: a presença e intervenção dos pais é essencial para crianças e adultos.

 

Depoimento pessoal – Moro pertíssimo da minha mãe. Somos vizinhas. Com isto, ela acaba sendo fundamental no dia a dia das crianças. Leva o Rafa na natação 2 vezes por semana, busca Rafa 3 vezes por semana na escola. Procuro não abusar. Dificilmente peço ajuda nos finais de semana e a noite porque sei que é pesado e os 2 filhos juntos (Alice e Rafa) dão um trabalho considerável. Mas sei também que ela fica bobinha com os carinhos que recebe deles. Basta um “lindona, te amo” para ela se derreter e correr para fazer o famoso bolo de cenoura. Bom demais!!!

E você? Conta com a ajuda dos seus pais ou sogros?

Gostou de saber um pouco mais sobre a relação entre avós e netos? Continue por aqui e saiba como, embora desafiadora, a educação dos pais — e não de terceiros — é fundamental para a criança

Sobre o autor

Mammybelt

Deixar comentário.

Share This