Gestação

Como aliviar a ansiedade na gestação? Entenda aqui!

Escrito por Mammybelt

Já parou para pensar que o furacão de hormônios que o corpo da mulher vive pode ser um dos motivos que levam à ansiedade na gestação — ou aumentam seu nível?

A mudança do corpo é só a ponta do iceberg nesse caso, pois a química que acontece dentro do corpo promove alterações, às vezes, muito mais difíceis de entender e lidar. Por isso nem toda grávida tem aquele olhar sereno e tranquilo. Não se cobre por isso, viu?

Além do mais, querer ver o rostinho do bebê e saber que está tudo bem é o desejo de qualquer mãe. Então, como lidar com a ansiedade nesse período? Neste post, trazemos o que tem de melhor: sororidade e dicas! Confira. 

Busque técnicas de relaxamento para a ansiedade na gestação

Primeiramente, é preciso entender que a ansiedade na gestação tem vários causadores, desde o medo da mudança, de não dar conta do recado, até preocupações com a saúde do bebê e como será o parto, por exemplo. E considerando isso, algumas técnicas de relaxamento focam justamente na raiz do problema para trazer alívio e controle emocional.

Ler livros que esclareçam dúvidas, descansar bastante e priorizar bons momentos com a família e amigos podem ser ótimas técnicas para relaxar e acalmar o coração.

Participe de um grupo de apoio

Por falar em amizades, ter um grupo de apoio que esteja vivendo as mesmas situações e sintomas é muito importante. Com ele, é possível compartilhar sentimentos e sensações, além de trocar experiências. Saber que uma outra pessoa está vivendo as mesmas coisas que você e buscar, juntas, maneiras de resolver, é reconfortante.

Saiba diferenciar a ansiedade normal da patológica

Se a ansiedade é persistente, está causando insônia e outros efeitos físicos no corpo, ou se você tem uma herança ou histórico familiar, é hora de procurar um médico especialista.

É importante entender as diferenças e intensidades, mas não se cobrar ou se sentir mal com elas. A ansiedade na gestação é mais comum do que se imagina e, por isso, a rede de apoio pode ajudar e trazer conforto para o acompanhamento.

Entenda como atividades físicas podem ajudar

Nas atividades físicas, além de preparar o organismo para o momento do parto e o pós-parto, no qual um repouso será exigido, a gestante também terá um equilíbrio dos hormônios do corpo. A prática de exercícios, sob acompanhamento e com moderação, libera substâncias que promovem o bem-estar e ajuda a controlar os inchaços, que tanto incomodam a mulher nesse período.

Prefira alimentos que podem ajudar a relaxar

Alguns alimentos também podem proporcionar bem-estar e levar a ansiedade para longe. Chás que são permitidos para gestantes, por exemplo, são muito relaxantes. Frutas e até aquele prato preferido que conforta o coração, como uma sopa no inverno, por exemplo, também são bem-vindos!

Se a ansiedade na gestação persistir e entrar no limite da patologia, é importante conversar com seu obstetra e procurar um especialista que possa acompanhar e dar soluções mais adequadas para a situação.

Essa também será a linha de atuação caso haja sintomas de depressão pós-parto no estado puerperal. E precisamos falar e ler mais sobre ela, viu, porque é mais comum do que pensamos.

Quer ficar por dentro desse assunto? Então leia mais sobre as diferenças entre o estado puerperal e a depressão pós-parto.

Sobre o autor

Mammybelt

Deixar comentário.

Share This