Gestação

Já ouviu falar sobre cansaço na gravidez? Entenda mais!

Escrito por Mammybelt

Quando uma mulher se descobre grávida, a família inteira fica em polvorosa comemorando a novidade, não é mesmo? Afinal, a notícia é maravilhosa! Mas, algumas vezes, a gestação vem acompanhada de alguns desconfortos, como enjoos, ansiedade e o cansaço.

Durante toda a gestação, o corpo da mulher se modifica, uma explosão de hormônios muda seu contorno e altera a disposição da futura mãe. É muita energia utilizada para criar o melhor ambiente gestacional para o bebê.

Mas como a vida real não pára, a gestante precisa driblar o cansaço e sonolência fora de hora. Sim, com tanto esforço do organismo para gestar, seu corpo vai pedir descanso, e ele é necessário. Porém, você pode adotar hábitos saudáveis que ajudarão a lidar com essa fase. Quer saber como? Leia mais no post.

De onde vem tanto cansaço na gravidez?

No primeiro trimestre, o corpo da gestante está firme na produção da placenta que abrigará e sustentará seu bebê.

O metabolismo é um conjunto de reações químicas que garantem as necessidades estruturais e energéticas do organismo. Nesse momento, ele, junto aos níveis hormonais das grávidas, passa por uma mudança brusca, assim como as taxas de açúcar no sangue.

A pressão arterial também diminui porque, até então, corpos estranhos dentro do organismo eram combatidos. Mas, nesse caso, ele mesmo se ajusta para que não comece a tentar repelir o feto, entende?

E tudo isso, é claro, exige de todo o sistema. Quando dizem que você está comendo por dois, na verdade, isso é apenas uma parte de um todo. Basicamente, você existe por dois, e isso é lindo!

Quando ligar o alerta em relação a essas sensações?

Cada pessoa tem um metabolismo e sensações diferentes. Se a ideia é considerar apenas o gasto de energia do organismo da gestante, é possível que o primeiro trimestre e o início do segundo sejam os períodos com maior cansaço e sono.

Porém, se estiverem associados com outros sentimentos e sensações, como tristezas e situações traumáticas, podem estar relacionados a um quadro de depressão.

Se, além desses sintomas, a fadiga em pequenas atividades também for intensa, a anemia pode ser uma possível resposta. Por isso, nada mais importante do que falar sobre seus sentimentos e sensações a cada visita ao médico no pré-natal.

Como amenizar essas sensações?

OK, então o sono e o cansaço são, praticamente, inevitáveis. Algumas mães dizem nunca terem sentido a sonolência que outras relatam. Se esse não é o seu caso, algumas dicas podem ajudar:

  • respeitar os limites do seu corpo. Sempre que puder, tente repousar por alguns minutos, fechar os olhos na mesa do escritório ou em uma sala reservada;
  • caprichar na alimentação saudável. Além da ingestão dos nutrientes necessários, escolher bem os alimentos impede que você tenha dificuldades na digestão que aumentam a sonolência;
  • adaptar sua rotina. Veja a possibilidade, por exemplo, de home office ao menos parte do dia;
  • evitar smartphones e outros estímulos na hora de dormir. Seja fiel ao horário de descanso. Lembre-se de que sono é repositor e, para isso, precisa ser aproveitado integralmente.

Fazer atividade física, manter um bom consumo de água, além, é claro, de encontrar uma posição confortável na cama para dormir, como colocar travesseiros entre as pernas, costumam melhorar a qualidade do sono. Todos esses cuidados ajudam a amenizar o cansaço na gravidez. 

Ah! E sempre que possível, durma mesmo, qualquer horário. Depois do nascimento do bebê, “dormir” será luxo (rsrsrs). 

Gostou dessas dicas e quer receber mais conteúdo para viver da melhor forma possível as alegrias e desafios do universo da gestante? Então curta nossa página do Facebook e acompanhe nossas novidades pelo Instagram.

Sobre o autor

Mammybelt

Deixar comentário.

Share This